Justiça do Trabalho de Campinas

Máquina e Veículo - TRT Campinas

End.: Av.. José de Souza Campos - (Norte-Sul), 422 - Campinas-SP

Modalidade: Presencial

Encerrado Abertura Fechamento Lance Inicial
Leilão 14/05/2012 13:00 14/05/2012 13:00 Vide rel. de lotes
 
 
Edital do leilão Condições de venda Relação de lotes Sala de disputa Assistir ao vivo Manifesto do juiz Imprimir lotes

Relação dos lotes - 3 lotes cadastrados - Exibindo 50 registros por página - Página 1 de 1

Avaliação: R$ 7.000,00

Lance inicial: R$ 4.200,00

Fechamento: 13:00h

Lances: 0

Visitas: 392

Sem licitante

Maior lance

R$ 0,00

 

DESCRIÇÃO:  Um veículo VW Parati CL 1.6, ano 1997, placas CJV 2867, chassi 9BWZZZ379VT045179. Lataria com pequenos arranhões, pneus desgastados, interior e bancos em regular estado de conservação.

 

Total da avaliação: R$ 7.000,00 (sete mil reais).

 

01- 134500-70.1997.5.15.0032 RtOrd

Avaliação: R$ 4.500,00

Lance inicial: R$ 2.700,00

Fechamento: 13:01h

Lances: 0

Visitas: 449

Retirado

Maior lance

R$ 0,00

 

DESCRIÇÃO: “Um transformador trifásico, marca União, 300 kva, fabricação 10/09/2008, impedância 4,33%, volume 320l, massa total 1.170 kg, n° de série 22653, alta tensão 13.800 v, baixa tensão 380/220V. O referido bem encontra-se em bom estado de conservação e em funcionamento”.

Total da avaliação: R$ 4.500,00

 

03- 0001628-17.2011.5.15.0092 CartPrec

EDITAL DE HASTA PÚBLICA N.º 39/2012

O Dr. MARCELO CHAIM CHOHFI, JUIZ DO TRABALHO na 5ª VARA DO TRABALHO DE CAMPINAS, sito na AV. JOSÉ DE SOUZA CAMPOS, 422 -  NOVA CAMPINAS - CEP 13092-123. Faz saber a quantos o presente virem ou dele tiverem conhecimento que no dia 14/05/2012  às 13:02hs , na sede deste órgão, será levado à hasta pública,  o bem penhorado nos autos do processo n° 0001628-17.2011.5.15.0092 CartPrec, entre partes: Andre Junio Pereira de Barros, exeqüente e Enercamp Engenharia e Comércio Ltda., executada, encontrável na Rua Hugo Zarpelon, n° 351, Campinas/SP, avaliado em R$ 4.500,00, acima descritos:

 

 Quem pretender arrematar o dito bem deverá comparecer no local, no dia e hora mencionados, ficando ciente de que a comissão do leiloeiro e outras disposições sobre a hasta pública observarão o estabelecido no CAPÍTULO HAST da CNC do E. TRT 15ª Região. Fica a cargo dos possíveis interessados  verificarem junto ao órgão competente eventuais impostos que não estejam quitados. Foram nomeados leiloeiros oficiais o Sr. Antonio Carlos Celso Santos Frazão, registrado na JUCESP sob nº 241, e/ou o Sr. Guilherme Valland Junior, registrado na JUCESP sob. nº 407.  E para que chegue ao conhecimento de todos os interessados foi expedido o presente edital, que será publicado no Diário Eletrônico das Justiça do Trabalho e afixado no local de costume desta Vara, no endereço supra. A publicação desse edital supre eventual insucesso nas notificações pessoais e dos respectivos patronos. Campinas/SP, quinze de março de 2012. Eu, Mariana Delacio, técnica judiciária, p/ LEILA LOURENÇO DELESPOSTI PEDROSA,  Diretora de Secretaria, subscrevi. MARCELO CHAIM CHOHFI, Juiz do Trabalho.

Avaliação: R$ 14.000,00

Lance inicial: R$ 8.400,00

Fechamento: 13:02h

Lances: 0

Visitas: 473

Sem licitante

Maior lance

R$ 0,00

 

DESCRIÇÃO: “Um automóvel GM/CELTA 4P LIFE, 2007/2008, cor preta, placa DXU5393”.

avaliado em R$ 14.000,00 (Catorze mil reais) 

Lance Inicial: R$ 8.400,00 (Oito mil e quatrocentos reais)

Processo nº 04- 0197600-90.2009.5.15.0092 RTSum

Exequente: Vera Bortolai Vianna

Executada: Ana Karina Sophia Moya & CIA Ltda. – ME


01

Condições de Venda

Quem pretende arrematar os ditos bens deverá comparecer no local, no dia e hora mencionados. Fica desde já nomeado o Sr. Antonio Carlos Celso Santos Frazão como leiloeiro oficial. O bem será alienado pelo maior lanço, desde que não constitua lance vil, cabendo o Juiz decidir, no ato, pelo acolhimento ou não do lance ofertado. O licitante vencedor deverá depositar, à disposição do juízo, 20% do valor do lance no dia da hasta pública e, nas 24 horas seguintes, os 80% restantes, sobre pena de perder o sinal em benefício da execução. Caso já se tenha encerrado o expediente bancário o licitante deverá pagar o valor do sinal ou do lance diretamente ao Sr. Leiloeiro que, na condição de depositário fiel do montante a ele confiado, efetuará o depósito judicial nas 24 horas imediatamente seguintes, juntando aos autos cópias das respectivas guias. Os pedidos de arrematação e de adjudicação serão apreciados, no ato, pelo(a)  Juiz (a), que determinará a lavratura do auto, podendo indeferir ambos os pleitos em caso de lance vil ou fraude. A comissão devida ao Sr. Leiloeiro será de 5% sobre o valor pelo qual for alienado o bem. Em caso de arrematação, será paga pelo arrematante, diretamente ao Sr. Leiloeiro. Em caso de adjudicação, a comissão será paga executada nos próprios autos. Havendo remição a comissão será paga por aquele que remir a dívida, diretamente ao Sr. Leiloeiro, caso ocorra durante a hasta pública, ou mediante depósito dos autos, a ser desde logo liberado ao Sr. Leiloeiro, conforme artigo 11 §VI, do provimento GP-CR nº. 09/2005. Quem pretender remir a dívida deverá depositar o valor integral do crédito exeqüendo, acrescido das demais despesas processuais, tais como custas, editais, honorários periciais e outras. Acordo celebrado entre as partes com desconstituição da penhora e conseqüente retirada do feito da pauta de hastas públicas importará no pagamento de comissão de 5% sobre o valor de avaliação do bem, de responsabilidade da executada. Somente se eximirá a executada do pagamento da comissão se o acordo for apresentado em juízo até 20 dias antes da realização da hasta. Hipótese em que será devida uma taxa única R$ 100,00 ao Sr. Leiloeiro para ressarcimento das despesas notadamente aquelas decorrentes da divulgação O disposto no parágrafo anterior aplica-se igualmente aos casos de remição. Se formalizada perante o juízo até 20 dias antes da realização da hasta pública, não terá o Sr.Leiloeiro direito à comissão, mas tão somente à taxa única de R$ 100,00 para ressarcimento das despesas, notadamente aqueles decorrentes da divulgação. Em caso de hasta pública negativa o Sr. Leiloeiro emitirá a respectiva certidão, devendo a executada efetuar o pagamento de taxa única de R$ 100,00 para ressarcimento das despesas em especial, daquelas decorrentes da divulgação. Havendo embargos à arrematação ou a adjudicação sobre bem móvel, o juiz poderá transferir o depósito inicial do bem penhorado, e conseqüentemente a posse precária do mesmo, aquém arrematar adjudicar o bem, até final decisão dos embargos. Em caso de anulação da arrematação ou adjudicação, será devida a taxa de R$ 100,00 para ressarcimento das despesas, de responsabilidade da executada. A comissão já paga ao Sr. Leiloeiro deverá ser por ele restituída, mediante depósito nos autos em 48 horas após intimado para esse fim. A restituição da comissão também se aplicará à comissão já paga pelo arrematante nas hipóteses em que o juízo deferir pleito de adjudicação ou remição. Poderá o juiz, ainda, determinar a remição do bem penhorado para depósito de responsabilidade do Sr. Leiloeiro, que assumirá o encargo de fiel depositário. Nesse caso, a executada arcará com as despesas de remoção e estadia do bem no depósito. A serem fixadas em valor superior fixado no § VII, do artigo 789- A, da CLT. Além da comissão e despesas com o Sr. Leiloeiro, a executada arcará com o pagamento das despesas processuais fixadas no artigo 789 – A, da CLT, no que for aplicável ao caso concreto. Caso qualquer notificação endereçada as partes seja devolvidas pelos correios, ficam as partes cientes da designação da hasta pública única através da publicação deste edital. E para que chegue ao conhecimento de todos os interessados foi expedido o presente edital que será publicado no Diário Oficial do Estado e afixado no local de costume desta Vara, no endereço supra.

 
Facebook
Skype